Maremoto
2021



A carta de Boa Morte da Silva, arrumador de carros, a Aurora, a filha que não conheceu.


“Dor de pai procura coração da filha até ao fim do mundo. Vou esconder-te da minha dor, minha Aurora. Vou cegar minha dor para a minha dor não encontrar teu coração. Que a minha dor nunca encontre o teu caminho, Aurora. Que a minha dor nunca te encontre.”



Relógio D’Água, 2021.
Alemanha: Unionsverlag, 2023 (Barbara Leß-Correia Mesquita, trad.).